Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Como a análise de contexto pode garantir o sucesso da sua empresa?

contexto-mwb

Entender tendências para tomada de decisões assertivas garantem os diferenciais competitivos sustentáveis do seu negócio

Análise. Reflexão. Compreensão. Ação. Parecem passos óbvios para líderes de diferentes segmentos que querem tomar decisões precisas no dia a dia de suas empresas. Porém, quem conhece a real rotina das companhias sabe que nem sempre eles são tão evidentes assim. Por vezes, a ação se sobrepõe a qualquer análise e, somente depois de fracassos, é que a equipe consegue avaliar a efetividade da atuação.

Quando montei os 5 pilares do mindset inovador, destaquei o contexto como ponto importante dessa equação porque acredito que é necessário que líderes invistam tempo nessa etapa. Entender a situação, o mercado e os fatores de influência é condição primordial para qualquer tomada de decisão, seja ela inovadora ou conservadora.

Assim, com base em uma análise realista e ampla, é possível identificar tendências e construir cenários para, então, seguir para a prática. Não se trata de perder tempo. Trata-se de investir conhecimento, de maneira ágil e sistemática, nesta etapa crucial que pode poupar esforços e lágrimas futuros.

Belchior um visionário

Em 1976, Belchior escreveu “Velha Roupa Colorida” consagrada na voz da inesquecível Elis Regina. Nos trechos iniciais, o gênio compositor dizia “Você não sente nem vê, mas eu não posso deixar de dizer, meu amigo, que uma nova mudança em breve vai acontecer. O que algum tempo era novo, jovem, hoje é antigo. E precisamos todos rejuvenescer”. Bem, se posso ter a audácia de mexer na obra do poeta, precisamos todos nos manter atualizados.

O cofundador do estúdio criativo do New York Times, Layne Braunstein, brinca que, para sobreviver ao futuro, precisamos ser “upgradable” e pensar em inovação além de uma linha que passou a ser exigida no currículo.

Ou seja, o mundo V.U.C.A. está aí e tudo munda o tempo todo. Quando achamos que sabemos, não sabemos mais. Por isso, o valor do conhecimento e, como diz Braunstein, ele é o insumo para nos atualizarmos. Desta forma, divido o conhecimento entre duas partes distintas, mas indissociáveis:

1 – Informações de mercado – são os dados e informações disponíveis para qualquer um. Manter-se a par desses elementos é o mínimo que se espera de um líder responsável e comprometido com resultados;

2 – Indivíduo – ou seja, a pessoa e como ela lida com os desafios e como usa as informações de mercado na tomada de decisão.


Além da linha vermelha

Existem vários perfis de líderes, mas a agilidade precisa fazer parte do repertório de todos diante de um contexto de tanta instabilidade. Assim, para atingir resultados além do padrão e ultrapassar fronteiras, é preciso que consigam aliar pensamento crítico e imaginação.

Pensamento crítico é a capacidade de análise, síntese e tomada de decisão, ou seja, a racionalidade em si. Imaginação é permitir o processo criativo, pensar no futuro e planejar pensando diferente dos demais players. Para exemplificar, vou recorrer ao mercado publicitário:

Se você estava vivo nos últimos 15 dias, ouviu falar algo sobre a polêmica do copo de café na famosa série Game oh Thrones. Pois a Fanta soube ler o cenário, interagir com os memes e promoveu uma ação de product placement da bebida no programa “Zorra”, da Rede Globo.
Ou seja, a marca soube ler a situação, fez um paralelo com seu posicionamento e, criativamente, montou uma ação que gerou impacto no mercado e junto aos consumidores. Que tal? Assim, o contexto impõe a morte das soluções pré-prontas e exige que tenhamos novas respostas para perguntas que nunca foram feitas. Pode parecer assustador, mas não é. Na verdade, é o ambiente perfeito para a inovação, que se alimenta do pensamento criativo e proporciona para cada companhia e segmento a oportunidade de criar novos diferenciais competitivos.

%d blogueiros gostam disto: